sábado, 26 de março de 2016

Escola do Carmelo

"CREIO NA RESSURREIÇÃO" Domingo da Páscoa do Senhor. Inscreva-se em nosso Canal no YouTube: http://www.youtube.com/channel/UCghTu1pA_1Hn2ZlYMLom5Sw?sub_confirmation=1
"CREIO NA RESSURREIÇÃO" Jo 20,1-9 MEDITANDO O EVANGELHO Domingo da Páscoa do Senhor Frei Claudiano de Aragão Lima, OCD DOMINGO DA RESSURREIÇÃO DO SENHOR Jo 20,1-9 #EscoladoCarmelo Maria Madalena foi ao túmulo do Senhor, e o encontrou com a pedra retirada e estava vazio. Saio correndo e foi encontrar Pedro e João e disse-lhes o que viu. Os dois saíram correndo. Chegaram ao túmulo. João, chegando primeiro, viu que estava vazio. Pedro, entrou e viu. Só depois João entrou e acreditou. Nossa Senhora não foi ver o túmulo, porque não precisava de sinais para acreditar na Ressureição do seu Filho, porque já sabia da ressurreição, era uma certeza conservada no seu coração. O que caracteriza fundamentalmente o cristão é a fé inabalável na ressureição. Terminando o segundo século, Tertuliano disse: “A confiança dos cristãos é a ressureição dos mortos; crendo nela, somos cristãos”. São dois os pilares que se assentam a afirmação fundamental de nossa fé: 1o- O cristianismo nasceu a partir da certeza de que Cristo ressuscitou; Ele está vivo. 2o- Cristo ressuscitou e venceu a morte, nós também ressuscitaremos e viveremos para sempre. Afinal de conta, o que é ressuscitar? Não é somente voltar à vida; mas é, à semelhança de Cristo, ter o nosso corpo corruptível transformado e glorificado. Isto é, estar em condições de não mais precisar ocupar um lugar no espaço, de não mais envelhecer e não mais morrer. Cristo ressuscitou com seu próprio corpo: “vede as minhas mãos e os meus pés: sou eu mesmo” (cf. Lc 24,39); mas ele não voltou para uma vida como antes, isto é, quando se encarnou. Da mesma forma, nele, todos ressuscitarão com seu próprio corpo, que têm agora. Porém, “esse corpo será transfigurado em corpo de glória” (cf Fl 3,21), “em corpo espiritual” (cf. 1 Cor 15,44).
from Bíblia Católica Online http://bit.ly/1XUKnWz
via Bíblia Católica Online
Postar um comentário